quinta-feira, 18 de setembro de 2014

Blog do Parque completa um ano com postagens diárias

Jornalista Eustáquio Augusto dos Santos, criador e editor do Blog Parque da Barragem

O Blog Parque da Barragem completa hoje, dia 18 de setembro de 2014, início da primavera, um ano de postagens ininterruptas, diárias.

Um ano online, no ar, levando para frequentadores do nosso Parque da Barragem Santa Lúcia muito sobre as pessoas que caminham por aqui.

Foram 616 postagens, quase 600 perfis de frequentadores do parque, fotografados e entrevistados pelo criador e editor do Blog, jornalista Eustáquio Augusto dos Santos, e pela colaboradora Tetê Rios.

O Blog Parque da Barragem teve tanta repercussão junto aos frequentadores, moradores da zona sul de Belo Horizonte, que virou o veículo de comunicação da área de influência do Parque da Barragem Santa Lúcia, o mais refinado de Belo Horizonte. São 60 mil habitantes nos oito bairros circunvizinhos.

Promoveu uma campanha pela segurança na pista de caminhada e conseguiu acabar com os assaltos que ocorriam contra os caminhantes, praticados por adolescentes desocupados.

A Polícia Militar agiu com eficiência e presença constante. Conseguiu tirar da pista, definitivamente, esta meninada delinquente e entregar o parque a quem de direito, seus frequentadores.

O prefeito Marcio Lacerda está sensibilizado pelo retorno dos caminhantes e suas famílias. 

E apoia o projeto do Novo Parque da Barragem Santa Lúcia, idealizado por amigos do parque, que fundaram uma ONG, a Associação dos Amigos do Parque da Barragem, e encomendaram um belíssimo projeto arquitetônico para o local.

O escritório do renomado arquiteto mineiro Gustavo Penna já trabalha no projeto e em breve teremos novidades.

Glauco Moraes, o artista no Parque


Glauco Moraes (foto) é artista plástico, professor e empresário. Proprietário da Maison da Arte, escola e galeria de artes plásticas, com sete anos no elegante bairro de Lourdes, Glauco acaba de se mudar para o Bairro São Bento.

 Na ampla casa na Rua Bento Simão, onde mora há quatro meses, que já virou atração no bairro e ficou conhecida como a casa da pantera amarela, por causa de uma enorme escultura nos jardins, Glauco montou praticamente uma galeria de arte, com obras dele próprio e também de vários artistas mineiros.

São quadros, esculturas, desenhos, pinturas, uma infinidade de obras que fazem da moradia a primeira galeria-casa da capital. 

Ali, Glauco recebe amigos e clientes interessados em apreciar e adquirir peças de artistas mineiros.

Na Maison da Arte, na rua Antônio Aleixo, Glauco já formou em torno de 2.700 alunos, em cursos teóricos e práticos. 

Há dez anos, ele tem a companhia da mestra Yara Tupynambá, a decana dos artistas plásticos mineiros. Junto dela, o artista promove inúmeras viagens culturais ao exterior e ao Brasil.

Encantado com o Parque da Barragem, ele já pensa em projetos culturais para levar para o espaço mais querido dos belo-horizontinos da Zona Sul. (post Tetê Rios)

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Flavia Gusmão: o mercado busca empreendedores


Flávia Gusmão (foto) é psicóloga e, desde que se formou, especializou-se em Recursos Humanos. 

Uma área da Psicologia que experimentou crescimento acelerado nas últimas décadas, o setor é hoje indispensável a pequenas, médias e grandes empresas.

Para a psicóloga, o mercado quer atualmente profissionais empreendedores, inovadores, dinâmicos, que saibam trabalhar em equipe e que sejam engajados com a empresa.

Moradora do Bairro Hawaí, ao lado do Buritis, ela passeia pelas praças e parques de Belo Horizonte todos os fins de semana com Bebel, da raça lhasa, que já está com sete anos. 

“Durante a semana não tenho tempo, ela fica no apartamento e nos finais de semana faço grandes passeios para desestressá-la”, diz ela.

A psicóloga vai mais à Praça JK, que tem um espaço maior para cachorros. Por isto mesmo, reclama um cantinho para os bichinhos no Parque da Barragem, onde eles possam correr soltos, brincarem à vontade e se exercitarem. 

A ideia já está anotada nos projetos do Novo Parque da Barragem, a partir de inúmeras sugestões dos propritários dos pets. (post Tetê Rios)

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Chucrute? Tem em BH, sim senhor.


A colônia alemã de BH tem um cantinho todo seu no Bairro Santo Antônio. Ali, na Leopoldina, quase na esquina com Contorno, no Santo Antônio, quase já na Savassi, num chalezinho típico, fica o restaurante alemão do casal Erich e Helga Boger, administrado pela filha Vivian (foto).

O alemão é a língua corrente por ali, onde os mineiros podem degustar o mais autêntico wiener schnitzel, o bife à milanesa com salada de batata; a weisswurst, a salsicha branca, feita ali mesmo, e, é claro, o chucrute e o repolho roxo com salada de batata. De sobremesa, o strudel, a torta de maçã irresistível.

Erich nasceu na região do Vale do rio Neckar, daí o nome do restaurante, que abriu depois de se aposentar na Mannesmann

Está no Brasil desde 1959. Helga é de Frankfurt, veio para o Brasil com a família, fugindo da Segunda Guerra Mundial. Aqui se conheceram, se casaram, e criaram os filhos.

Helga é proprietária de uma fábrica de pães alemães, a HB, com sede em Contagem, mas os produtos são requisitadíssimos no anexo ao restaurante.

Vivian comanda a cozinha pessoalmente, e conta que o repolho, até hoje, é ralado em um autêntico ralador alemão, com lâminas de aço puro, presente de casamento dos pais

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Mini carros de aluguel, uma solução urbana inovadora em Berlim


(EAS, de Berlim, especial para o Blog do Parque) Berlim, a capital da Alemanha, tem um importante e inovador sistema de aluguel de carros que ficam estacionados na rua mesmo, têm um custo 30 por cento mais barato do que um taxi e também estão disponíveis em toda área urbana da cidade 24 horas por dia.

Custa 30 centavos de euro por minuto e não são cobrados os quilômetros percorridos.

São cerca de 3.500 carros, mini, pequenos e médios, elétricos e também os confortáveis BMWs, que ficam ali, à disposição, basta um cartão de crédito.

O sistema complementa o eficiente sistema de transporte público da cidade que possui os metrôs subterrâneos (U Bahn); os trens que circulam na superfície (S Bahn); os bondes e os ônibus, tipo BRTs, articulados ou de dois andares.

São cinco empresas atuando em Berlim neste sistema de “car sharing”: DriveNow (pertencente à BMW); Car2Go (da Mercedes Benz) que usam os Mini Coopers e Smarts; Multicity (Citroen) usa o CZero elétrico; SportCar, Opel/GM; e o CiteeCar, de múltiplas marcas.

O usuário precisa se cadastrar em uma ou em todas as empresas, com o número de seu cartão de crédito, recebe um cartão magnético para desbloquear o carro na rua.

No mais é procurar numa app do seu smartphone qual o carro que está mais próximo, fazer a reserva pela internet mesmo, chegar no carro, desbloqueá-lo aproximando no cartão do vidro dianteiro e pronto. A chave está na ignição, outros nem têm chaves. Geralmente os usuários usam uma app que lista todos os carros, das cinco empresas.

Os automóveis são à gasolina e elétricos e você fica sabendo na hora da reserva o quanto de combustível ele tem. Se está com pouca gasolina e o usuário pode perder um tempinho, vale a pena encher o tanque no primeiro posto com um dos cartões disponíveis no próprio carro, e que servem apenas para aquele carro.

Nisto, o usuário ganha de bônus 20 minutos de utilização. As empresas, porém, têm equipes atentas para manter os carros sempre com carga na bateria e gasolina nos tanques.


Ou seja. Você pega o carro, vai até onde deseja, estaciona, desliga. Fecha a porta. E paga no final do mês, no seu cartão de crédito. Não são registrados casos de furtos desses carros, todos equipados com GPS ultra sensíveis.




domingo, 14 de setembro de 2014

Sotaque do sul e Minas no Parque da Barragem


O dentista Rogério Vilela (foto) é mineiro de Boa Esperança, no Sul do Estado. Formou-se em Alfenas e especializou-se em Ortodontia e Ortopedia Facial em Varginha, também no Sul de Minas.

Começou sua vida profissional em Belo Horizonte, onde morou no Sion. Depois, comprou uma clínica em Venda Nova. Daquele bairro para a cidade de Lagoa Santa foi um pulo. Ali se casou e montou outro consultório, que mantém até hoje, pertinho de sua casa.

Quando morava na capital, Rogério sempre passava pelo Parque da Barragem, mas nunca tinha tido a oportunidade de descer do carro e curtir um pouco o espaço.

Até a semana passada, quando resolveu tirar a manhã de sábado para conhecer de perto o Parque e degustar uma água de coco num dia ensolarado.

Amou o ambiente, lembrando-se da terra natal. “Os moradores desta região de BH são privilegiados por terem um lugar tão lindo e tão próximo de casa”, observava.

Apaixonado pela profissão, o dentista é especialista em corrigir problemas de maxilares, especialmente de adolescentes, antes que os dentes de posicionem de forma errada.

Até hoje, mesmo anos depois de se mudar do Sul de Minas, o dentista não perdeu o sotaque, mas diz que o “r” arrastado nunca o atrapalhou na vida profissional. (post Tetê Rios)

sábado, 13 de setembro de 2014

O veterinário Diego vê o mercado para pets crescendo a cada dia


Diego Calcidoni (foto) é paulista de Piracicaba, cidade famosa por sediar unidades da USP e da Unicamp. Ali ele se formou em Medicina Veterinária, profissão que exerce como funcionário da Prefeitura da cidade e também como empresário.

Ele é proprietário do Shopping Rural, na pequena cidade de Anhembi, vizinha de Piracicaba. 

A loja agropecuária vende de remédios e alimentos para grandes e pequenos animais a acessórios para os pets, os bichinhos de estimação que se tornaram a mania do brasileiro.

E é justamente nesta área que Diego vivencia um franco crescimento, com novidades a cada dia, para atender aos gostos mais diferentes. 

“Enquanto a pecuária sofre os efeitos da seca, por exemplo, o mercado pet só cresce. Afinal, todo mundo tem ou quer ter um animal de estimação”, observa o veterinário.

Em visita a Belo Horizonte para o casamento de um parente, Diego aproveitou para conhecer o Parque da Barragem, tomar uma água de coco e observar as pessoas caminhando. (post Tetê Rios)

sexta-feira, 12 de setembro de 2014

O músico vira ator e faz pós doutorado em Berlim


André Cavazotti (foto) é professor de música da UFMG, doutor em música, violinista, ele agora está com novos interesses, no teatro, motivo pelo qual se mudou por três meses para Berlim, capital cultural da Europa.

Cavazotti mora em Belo Horizonte, nasceu em Londrina, no Paraná, mas foi em Minas que encontrou prazer em se expressar musicalmente.

André realiza este pós doutorado com o professor de teatro inglês Thomaz Prattiki, que ele conheceu em Londres no ano passado e que lhe abriu possibilidades ainda não imaginadas para este novo teatro.


“São Horizontes mais amplos. Podemos aplicar nossos conhecimentos, criar com a liberdade que o artista necessita, mas, principalmente, percebo que este trabalho intenso de atuação, corpo e mente, e estudos, nos mostra caminhos para um novo teatro mundial.”

quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Célia Melo, leilões na vida e na política


Junto da sobrinha Natália, Célia Melo reserva as manhãs de sábados e domingos para caminhar, alternando o Parque da Barragem com a Avenida Prudente de Morais, que fica fechada no domingo até a Avenida do Contorno.

Psicóloga, ela nunca exerceu a profissão, pois, desde cedo, partiu para a área financeira. Há 15 anos, é a gerente financeira do famoso Palácio dos Leilões, que realiza desde leilões de artes a carros e materiais, nesta área como leiloeiros oficiais do Estado. 

Natália é estudante do terceiro período de Enfermagem na UFMG, e ainda não escolheu qual a área de sua profissão que pretende abraçar. “Ainda estou aprendendo o básico”, diz.

Sobre as eleições, o assunto do momento, Célia se mostra desanimada: “com a subida da Marina nas pesquisas e a polarização entre ela e Dilma, está difícil de escolher”, reclama. 

Para ela, o mineiro Aécio Neves era a esperança de mudanças. “Se ele não conseguir chegar ao segundo turno, vai ser complicado”, prevê.

Célia acha que o Brasil vive uma situação preocupante, com a economia patinando, o comércio estagnado e a população descrente. (post Tetê Rios)

quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Maria Elvira recebe em casa para encontro político


A ex-deputada Maria Elvira saiu da política, mas a política não saiu dela! 

Presidente do Comitê Feminino do PSB em Minas, ela organizou caprichado café da manhã em sua mansão na Pampulha em torno de candidatas e para fazer campanha para o tucano Pimenta da Veiga.

Ana Paola, candidata ao cargo de primeira dama de Minas, discursou e circulou entre o mulherio, entre elas a artista plástica Yara Tupynambá e a jornalista Lena Brandão

O assunto principal do encontro foi o escândalo do propinoduto da Petrobrás, aliás, o tema do momento também nas conversas entreouvidas entre os caminhantes do Parque da Barragem. (post Tetê Rios)