terça-feira, 4 de novembro de 2014

Comida congelada, uma opção inteligente

Coma Bem

José Carlos Scott Varella*

A comida congelada invadiu a vida moderna. 

Praticidade, saúde, preço e variedade são pontos a favor que popularizam, cada vez mais, a oferta de alimentos congelados.

Hoje, praticamente tudo pode ser congelado: carnes, aves, peixes, pizzas, sopas, feijoadas, massas, tortas, pães, legumes e etc.

O congelamento preserva as principais características dos alimentos, interrompem a proliferação de bactérias e, está comprovado, conserva melhor as propriedades nutritivas dos alimentos, quando o procedimento é adequado.
As opções light são uma boa escolha, pois apresentam uma redução calórica em comparação às versões originais.
As porções individuais evitam o desperdício e, se combinada com guarnições, são mais equilibradas. O tempo de descongelamento e aquecimento não ultrapassam 10 minutos.

Mas é bom ressaltar que eles precisam ser de marcas de qualidade, porque escondem muitos conservantes, gorduras e altos teores de sódio. Leia os rótulos e saiba o que está levando pra casa.
*Proprietário da franquia Telu-Congelados Diferentes, unidade Cidade Jardim

2 comentários:

  1. Mas dizem que alimento congelado não tem gosto. E ainda por cima perde as propriedades minerais e vitamínicas. É verdade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jose Carlos Scott Varella13 de novembro de 2014 09:18

      Prezado Mário, isto é mais uma lenda.
      Acredito ate que no passado tenha sido assim.
      Hoje, já dominamos uma boa tecnologia de congelamento tanto de alimentos quanto de outros forma de vida.
      Por exemplo, o choque térmico com variações bruscas de temperatura num pequeno espaço de tempo mantem as propriedades dos nutrientes inalterada bem como o sabor.
      Na semana que vem, meu proximo artigo será exatamente sobre as tecnicas de congelamento e sua influencia sobre os nutrientes.
      Até lá.
      Varella

      Excluir