quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Gustavo Penna vence o Oscar da Arquitetura com seu Monumento à Liberdade de Imprensa


O renomado arquiteto Gustavo Penna, mineiro, belo-horizontino com escritório no centro da Capital, na avenida Alvares Cabral, ao lado do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais, venceu o Oscar da Arquitetura.

Seu escritório acaba de ganhar o prêmio World Architecture Festival em disputa com 288 outros projetos de 40 países. E venceu com o projeto a ser executado em Brasília, um Monumento à Liberdade de Imprensa, este das fotos acima e abaixo. 


Gustavo Pena escreveu sobre o projeto de seu escritório:

“O Monumento à Liberdade de Imprensa é um gesto feito de vidro.
Límpido, sólido, mas delicado como a liberdade própria.
Representa uma luta permanente e reflete a cultura de nosso povo fundada no senso comum.
Vem daí essa forma translúcida, dinâmica a cortar o espaço em dois tempos:
O de se aprofundar no fato, na verdade e o outro liberto que se lança e fala alto para o mundo.
Surge assim um lugar na capital federal
Destinado a acolher o Centro Internacional da Imprensa
Mas principalmente inaugura-se a morada do símbolo dos jornalistas.”

As informações sobre o prêmio estão em  https://www.worldarchitecturefestival.com/webform_submission/2198

O arquiteto acaba de vencer, também, o concurso nacional para a construção do Centro Administrativo de Belo Horizonte, a ser erguido na Praça da Rodoviária, no centro da Capital.

Gustavo Penna já está trabalhando em um novo e arrojado projeto, o do Novo Parque da Barragem Santa Lúcia, encomendado pela Associação de Amigos do Parque da Barragem.


2 comentários:

  1. ivankallas@oi.com.br16 de outubro de 2014 10:21

    Parabéns Eustáquio.
    Vc vê longe e anda passo a passo.
    Vamos abraçar a lagoa do Parque da Barragem e estimular esta proposta.

    ResponderExcluir
  2. Antonio Carlos Viotti16 de outubro de 2014 11:29

    Maravilhoso que seja este o arquiteto que está bolando este novo parque da barragem Santa Lúcia. Pela bagagem do homem, teremos um parque do primeiro mundo. Nós merecemos. Parabéns.

    ResponderExcluir