sábado, 18 de janeiro de 2014

Valéria Delfim, a escultora da fé


A escultura é uma arte antiga, vem da pré-história, em argila, pedra e marfim. A tradição diz que já partir de 3.000 anos antes de Cristo os homens esculpiam também em bronze, com moldes e fundição.

Valéria Delfim (foto) é artista plástica e optou por ser escultora, de figuras humanas monumentais, em bronze, como a do Profeta Jeremias, aquele que foi historiador, criticava o reino de Judá e está também em lugar de destaque em Congonhas, esculpido em pedra sabão pelo mestre Aleijadinho.

O Jeremias (fotos abaixo) em bronze de Valéria Delfim faz parte do acervo do Parque Municipal Américo Renné Ganetti. Ela, porém, para caminhadas, continua preferindo o Parque da Barragem, pois mora no Santa Lúcia e faz parte do grupo de artistas congregados em torno de Yara Tupynambá, moradora da Vila Paris.


Valéria Delfim é uma artista alegre, expansiva, tem seu enorme ateliê no bairro Nacional, em Contagem, e promete uma escultura magnífica para homenagear aquele que resolver o problema de segurança no Parque da Barragem. Que é sério e até merece mesmo um busto.




2 comentários:

  1. Ângela de Andrade20 de janeiro de 2014 14:10

    Parabéns para Valéria Delfim! Belíssimo o seu trabalho.
    Abraço,
    Ângela

    ResponderExcluir
  2. Bom dia Ângela
    Muito obrigada, tenha um lindo final de semana.

    ResponderExcluir